3 dicas para quem quer investir em novos negócios

Ao considerar investir em um negócio, o primeiro pensamento que passa pela cabeça de muitas pessoas é se vão ter o dinheiro necessário.

Essa associação entre empreendimento e dinheiro faz com que muitos saiam correndo atrás de empréstimos e investimentos antes mesmo de levar em conta outros pontos que serão cruciais no decorrer dessa empreitada. O “investir” aqui não é apenas financeiro, mas também psicológico.

Sabia que a palavra “investir” originalmente queria dizer “colocar a roupa”? Pois então, começar um negócio requer que você vista a camisa (algumas vezes, literalmente).

Aqui vai 3 dicas para quem está pensando em investir em um negócio ou abriu um agora,

Visualize vários ângulos

Eu costumava ter pavor desse conselho. Visualizar todos os ângulos de uma situação não é apenas um desafio amedrontar – afinal, quem sabe o que vai aparecer – mas é também uma tarefa impossível. E isso é verdade tanto para situações futuras quanto as passadas.

Já passou meses, anos tentando entender algo que aconteceu em certo momento da sua vida, um investimento que deu errado, um namoro que terminou em briga? Pois esqueça. O passado e o futuro são figuras infinitas que mostram apenas certos lados em certas situações. Um dia você briga com o seu atual parceiro e de repente o que aconteceu há anos atrás com seu primeiro namorado adquire outro sentido. É esse o sentido certo? Um dos “ângulos” da situação, talvez. Certo, nunca saberemos.

 

Escute a opinião das pessoas nas quais confia, mas com cautela

Isso não quer dizer que não se deva tentar. Muito pelo contrário, os ângulos que enxergamos dizem muito a respeito de nós mesmos e nos desafia a sair da nossa zona de conforto. Por isso mesmo, é importante conversar com outras pessoas, ou alguém de confiança, que vai te obrigar a ouvir aqueles piores cenários nos quais você provavelmente não vai querer pensar na hora de considerar um novo empreendimento.

Eu tive sorte, pois meus pais, embora sejam tão diferentes um do outro, sempre me obrigam a pensar em vários os ângulos de uma situação. Porém, como eu disse, os ângulos que enxergamos dizem muito a respeito de nós mesmos, e, por isso, os dos meus pais sempre vão refletir as preocupações que eles têm comigo. Por mais experiência que eles tragam consigo, eles nunca poderão prever todos os ângulos de uma situação. Assim como eu não poderei, e nem você.

O que eu faço, então? Eu estabeleço um número possível, como 3 ou 4, e penso nas situações de acordo com o nível de otimismo ou pessimismo, 1 sendo o pior cenário. Isso assusta? Sim, e às vezes, muito, mas focar no pior cenário não é solução. Esperar o pior, na verdade, pode fazer com que ótimas oportunidades passem despercebidas. Por pior que seja o problema com o qual se encontra, existe uma solução. E é aí que entra a importância do planejamento.

 “Se quer ficar com o chocalho, não o arremesse para longe!”

Encare o planejamento de forma tão sério quanto o negócio

Leia livros, escute podcasts, converse com donos de negócios iguais ou parecidos com o que você quer. Faça testes de personalidade online, veja filmes e documentários sobre empreendedorismo e grandes viradas na carreira. Prepare-se de corpo e alma e comece a planejar.

Eu passei muito tempo pesquisando aplicativos, planilhas e cursos online sobre começar um negócio. É importante saber que você vai encontrar muita, mas muita informação na internet, mas, infelizmente, pouquíssimas que valem o seu tempo.

Por isso, quando o assunto é negócio, um dos sites que realmente fazem valer seu tempo é o do Sebrae. Ali você encontra conteúdo de qualidade, atendentes virtuais, ebooks didáticos e aplicativos extremamente úteis. Você pode se registrar como pessoa física ou jurídica para ter acesso ao conteúdo mais aprofundado.

Outra plataforma que eu recomendo muito é o lynda.com. Ali você encontra cursos bem aprofundados sobre como tocar pequenos negócios, finanças, marketing, programação e até mesmo como se comportar durante negociações. Embora os cursos sejam em inglês, o time do Lynda está sempre acrescentando novos idiomas para legendas. Eles oferecem 30 dias gratuitos para teste, o que te dá bastante tempo de assistir algumas aulas.

 

Considere o investimento pessoal e emocional

Talvez o maior medo que eu tinha antes de decidir encarar um empreendimento meu é ter algo com o que me preocupar em tempo integral. As pessoas me falavam de ter um comércio de forma ainda mais assustadora do que falavam de como era ter filhos. Uma vida de inseguranças, incertezas, felicidades e erros, noites mal-dormidas, pessoas mal-intencionadas e clientes desagradáveis.

Bem, não vou mentir, tudo isso acontece.

Mas hoje converso com minhas amigas que, após anos dizendo que não queriam filhos, agora são mães. Todas elas dizem a mesma coisa: isso tudo vale a pena. Já tive oportunidades de passar nosso negócio para frente, voltar para a minha vida de freelancer, viajar e comer em restaurantes bons. Mas toda vez que entro na nossa cafeteria, mesmo nos dias em que acordo me sentindo a pessoa mais inadequada do mundo, eu fico feliz, e de repente um senso de propósito toma conta do meu mau-humor.

Acho que no fim é isso o que faz tudo valer a pena, em qualquer situação: propósito. Seja experimentar os novos grãos da semana ou seja escolher as luzes certas para decorar a varanda, todos os dias são preenchidos por muito trabalho e incertezas, mas também, e, acima de tudo, por amor, o propósito mais complexo e mais básico de todos.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.